O Palmeiras anunciou nesta quinta-feira (24) acordo com a Globo para que os jogos do clube no Campeonato Brasileiro sejam transmitidos pela emissora. O acerto encerra o mais longo impasse entre o grupo de mídia e um clube de futebol desde o final do clube dos 13, em 2011.

“Tivemos os nossos pleitos atendidos a contento e assinamos um contrato com duração de seis anos”, disse o clube por meio de nota assinada pelo presidente, Maurício Galiotte.

Com a assinatura do novo contrato, a Globo passa a ter os direitos de mostrar os jogos da equipe paulista em TV aberta e pay-per-view.

O fim das divergências acontece a tempo de a partida entre Palmeiras e Botafogo, às 16h, sábado (25), em Brasília, no estádio Mané Garricha, ser transmitida. Até então, ela estava na lista de apagões do Campeonato Brasileiro —jogos que não seriam transmitidos por nenhuma emissora.

Segundo a Lei Pelé, as transmissões de futebol devem ter a anuência das duas equipes envolvidas.

As negociações entre Palmeiras e Globo avançaram a partir do momento em que o canal aceitou discutir os pontos do contrato contestados pelo clube. O Palmeiras não aceitava o redutor no contrato de TV aberta e a fórmula de remuneração do pay-per-view.

Procurado pela Folha, o diretor de gestão do futebol do Grupo Globo, Fernando Manuel Pinto, comemorou ao acerto. O executivo agradeceu “a confiança e engajamento da presidência e corpo executivo do Palmeiras durante todo o processo” e afirmou que o acordo se encaixou no “Novo Modelo 2019-24, base de todas as contratações de direitos da Série A pelo Grupo Globo.”

O time alviverde foi um dos sete que estão na Série A do Brasileiro a fecharem contrato com a Turner em TV fechada. Os outros foram Bahia, Athletico-PR, Ceará, Fortaleza, Internacional e Santos.

A Globo alegou que a decisão desses clubes de não fechar com o SporTV prejudicava a capacidade da emissora de distribuir os jogos na tabela para diferentes plataformas de transmissão.

Por causa disso, propôs um redutor de até 20% no valor de TV aberta a ser pago a quem fechou com a Turner. Palmeiras e Athletico-PR se rebelaram contra a proposta. A equipe paranaense enfim a aceitou em abril. O Palmeiras, não.

Foi feita a mesma proposta do pay-per-view, e o redutor chegava a 21%. Após o acordo com o Palmeiras, o Athletico-PR passa a ser o único sem contrato com a Globo para essa plataforma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here