Em decorrência dos estragos causados pelo temporal no Instituto Penal de Uruguaiana, que teve 55% do teto destelhado, mais de 150 apenados, que estavam no regime semi-aberto, foram liberados para o regime domiciliar.

Com o problema em decorrência do temporal, a Justiça decidiu que aqueles homens que trabalham, deverão após o cumprimento do serviço, ficar em prisão domiciliar e os 30 restantes que respondem Procedimentos Administrativos Disciplinares foram conduzidos à Penitenciária Modulada de Uruguaiana. De acordo com o diretor da instituição Alcino Pinto, a medida deverá ser mantida até a restauração dos danos provocados no prédio, principalmente, na rede elétrica que coloca todos em situação de risco.

Em reunião ordinária do GGIM (Gabinete de Gestão Integrada Municipal), nesta manhã de sexta-feira (11), o prefeito Ronnie Mello foi oficialmente comunicado sobre o assunto.  E disse que aumentará o efetivo polilcial nas ruas, além de mover as forças políticas para buscar reforços junto ao Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here