Uma operação aparentemente corriqueira, foi flagrada na tarde deste sábado (03), na esquina das ruas Pinheiro Machado e Treze de Maio. Só que trata-se de um crime ambiental. Um caminhão carregado de dejetos, despeja tudo em um bueiro. Numa época em que a cidade está, quase 100% saneada, isto ganha outras proporções.  O bueiro, em que os dejetos estão sendo descartados, faz parte da drenagem “pluvial”, e vai direto para as águas do Rio Uruguai.  Nenhum material (dejetos) pode ser descartado sem o devido tratamento. Tampouco na rede pluvial, que é responsável pela coleta das águas da chuva, e evita alagamentos.

Adesivo no caminhão alerta para material “INFECTANTE”.

Consultada, a empresa BRK informa que o caminhão não é de sua propriedade e nem presta serviços para a mesma. E que a fiscalização cabe a Prefeitura. Mesmo assim, irá denunciar o ocorrido, para providências.

A empresa que fazia o serviço nos informou que tratava-se de um  serviço  particular,  onde um  morador os contratou para desobstruir a saída que estava entupida. Serviço este, que segundo o proprietário da empresa, nem a Prefeitura e nem a BRK fazem.

A explicação:

A empresa foi contratada para desobstruir duas bocas de lobo pelo morador próximo às mesmas porque a maquina havia quebrado o cano e a brk avisou que não era serviço deles o mesmo entrou em contato com um funcionário da Pmu que informou para preencher o formulário e aguardar quando fomos chamados e esgotando a caixa pluvial se viu que a mesma também está quebrada e derrubou parte da parede interna então antes de publicarem porque não foram se informar com o pessoal ou com o morador que teve que pagar pois os órgãos públicos são burocrático

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here