O que era para ser uma noite de confraternização entre amigos terminou de forma trágica no início da madrugada desta quarta-feira (31) no bairro Portão em Curitiba. Um grupo de amigos estava reunido em um barzinho na Rua João Bettega  para assistir o jogo do Grêmio e após o término da partida, o grupo saiu do local para ir embora. Gustavo Pavanatto se aproximou de seu veículo com outros amigos e pagou um dinheiro para um guardador de carros. Foi neste momento que um homem com blusa camuflada que estava escondido atrás de uma árvore do outro lado da rua, atravessou a via, se aproximou de Gustavo e efetuou pelo menos cinco disparos. Em seguida o atirador saiu correndo, embarcou em um veículo Peugeot branco que o aguardava há alguns metros dali e fugiu.

Os amigos desesperados colocaram Gustavo em seu carro e o conduziram rapidamente até o Hospital do Trabalhador. Vários amigos e alguns torcedores que estavam no bar foram até o local para saber notícias sobre o estado de saúde do rapaz. Pouco depois de uma hora após dar entrada no centro cirúrgico, o jovem não resistiu e morreu.

Rapaz é assassinado a tiros após assistir jogo de futebol com amigos

O que era para ser uma noite de confraternização entre amigos terminou de forma trágica no início da madrugada desta quarta-feira (31) no bairro Portão em Curitiba. Um grupo de amigos estava reunido em um barzinho na Rua João Bettega  para assistir o jogo do Grêmio e após o término da partida, o grupo saiu do local para ir embora. Gustavo Pavanatto se aproximou de seu veículo com outros amigos e pagou um dinheiro para um guardador de carros. Foi neste momento que um homem com blusa camuflada que estava escondido atrás de uma árvore do outro lado da rua, atravessou a via, se aproximou de Gustavo e efetuou pelo menos cinco disparos. Em seguida o atirador saiu correndo, embarcou em um veículo Peugeot branco que o aguardava há alguns metros dali e fugiu.

Os amigos desesperados colocaram Gustavo em seu carro e o conduziram rapidamente até o Hospital do Trabalhador. Vários amigos e alguns torcedores que estavam no bar foram até o local para saber notícias sobre o estado de saúde do rapaz. Pouco depois de uma hora após dar entrada no centro cirúrgico, o jovem não resistiu e morreu.

Nossa equipe conversou com alguns amigos da vítima que estavam em frente ao Hospital do Trabalhador e eles relataram que não conseguem entender como isso teria acontecido. Gustavo era um rapaz muito tranquilo, trabalhador e não se envolvia em confusões. Os amigos descartam a hipótese que o atentado possa ter sido causado por algum torcedor rival ou por causa de futebol.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no Hospital do Trabalhador e conversou com alguns amigos e torcedores que testemunharam o crime. Imagens de câmeras de segurança da região podem ajudar a polícia a identificar o autor do crime e o comparsa que auxiliou na fuga do local. A motivação do crime ainda é um mistério.

O corpo do jovem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Curitiba.

Fonte: MassaNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here