Parece que Selena Gomez não ficou muito satisfeita com sua entrevista para a revista Elle. Horas após a divulgação da capa e do conteúdo da reportagem com ela, a cantora usou o Instagram para reclamar da mídia. “Certo. Falar por mais de uma hora do fundo do meu coração com alguém que coloca esses pensamentos em palavras comercias pode ser duro para mim. Quanto mais velha fico, mais eu quero que minha voz seja minha. Tudo isso é parte do meu trabalho com uma indústria que está aí há mais tempo do que nós. O propósito da minha entrevista foi triplo: meu trabalho com a A21, minha nova coleção com a Coach e um pouco de música nova”, escreveu.

O que aconteceu? A Elle estampou na capa “Selena quebra o silêncio” e a repercussão ficou por conta de sua declaração sobre a overdose de Demi Lovato. Mais do que isso, o que a chateou mesmo foi explorarem sua ligação com a Igreja Hillsong, instituição que a colocou em contato com a ONG A21, com a qual ela tem trabalhado cinco dias por semana para ajudar a combater o tráfico humano e a escravidão. Na semana passada, esteve em viagem humanitária na Bulgária. Selena aparentemente achou que a história ficou pouco clara para os leitores, como se fosse apenas uma missão religiosa.

“Como eu sei, sempre haverá interesse na vida pessoal, porque esse é o ritmo de nossa geração ‘social’.Sou grata por minha posição e sempre encontrarei maneiras de tornar meu trabalho mais sobre os outros e sobre retribuir – tudo isso enquanto tenho o melhor momento com minha música, moda, cinema e meu amor por aprender sobre o mundo, para explorar mais e mais”, declarou a cantora no Instagram, onde tem 142 milhões de seguidores”, “Igreja é o nome para algo muito mais pessoal. Sempre há uma agenda buscando informações sobre esse assunto e eu entendo o porquê. Raramente menciono a igreja (e não mencionei), mas sempre me senti confortável para falar sobre meus valores e crenças. Eu respeito isso de todos. Eu entendo que repórteres estão trabalhando para atrair atenção de um leitor, porém sempre trabalharei para garantir que o que é público represente a minha verdade. Estou um pouco chateada, mas pouco surpresa. Vocês todos conhecem a mim e meu coração. Não posso evitar. Então vou postar algumas das MINHAs fotos da coleção e meu trabalho com a A21. Meu coração. E talvez edite minhas músicas reais, como vocês ouvirão em breve”.

Alright. Speaking from my heart for over an hour to someone who puts those thoughts into paid words can be hard for me. The older I get the more I want my voice to be mine. This is all apart of my work within an industry that’s been around longer than all of us have been. The purpose of my interview was three fold. My work with A21, my new collection with Coach, and some new music. As I’m aware there will always be interests in one’s personal life because that’s the pace of our ‘social’ generation. I’m grateful for my position and I will always find ways to make my job more about others and giving back— all while having the best time with my music, fashion, film and my love for learning about the world that I’m eager to tap into more and more. Church is a name for something far more personal. There’s always agenda seeking information on such a subject and I understand why. Rarely do I mention church (and I didn’t) but I’ll always feel comfortable talking about my values and beliefs. I respect that from everyone and anyone. I understand that reporters are working to grab the attention of a reader, however I will always work to ensure that what is public represents my truth. I’m a bit bummed but rarely surprised. Y’all know me and my heart. I can’t help it. So I’ll post some of MY photos from the collection and work with A21. My heart. And maybe edit my actual lyrics as you will all hear it soon 😊 I love you guys to the moon and back. For more information on the work I do with A21 please, please visit link in my bio. So much more on that soon!

Uma publicação compartilhada por Selena Gomez (@selenagomez) em

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here