As peças de campanha do PT veiculadas nesta terça-feira (4/9) pelo rádio sofreram alterações para se adequar à decisão do Tribunal Superior Eleitoral que veda a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava-Jato. Lula só pode aparecer como apoiador, o que limita sua participação a 25% do tempo dos programas.
As mudanças ficaram claras no jingle da campanha, que busca agora dar mais ênfase ao ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e ao número 13, que identifica a legenda nas urnas. O verso “Chama que o homem dá jeito”, por exemplo, foi transformado em “Chama que o 13 dá jeito”. Já “Olha o Lula lá” virou “Olha ela lá”, em referência à estrela, símbolo do partido. Foi inserida ainda a frase “Lula é Haddad, é o povo”.
Na televisão, no horário da tarde, o ex-presidente continuou sendo a principal atração, embora sua fala tenha se reduzido a 17 segundos, 11,8% do total de 2 minutos e 23 segundos de programa (11,8%). Nos demais momentos, são mostradas fotos de Lula, seja no momento em que o jingle é tocado ou quando Haddad fala. O ex-prefeito, por sinal, jurou lealdade à Lula.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here