Viralizou nos grupos das redes sociais, uma carta aberta escrita pelo Promotor de Justiça, Luiz Antonio Barbará Dias, onde ele faz duras críticas ao atual governo, acompanhe:

CARTA AO SR. PREFEITO MUNICIPAL DE URUGUAIANA

Sr. Prefeito Municipal, sabemos que V.Exa. assumiu a cidade de Uruguaiana em situação caótica, pelo total descaso e más gestões anteriores, omissão e incompetentes. O povo de Uruguaiana, entre os quais me incluo, depositou confiança, esperança e fé no seu governo, sob o slogan: Um novo tempo, uma nova Uruguaiana! Desde o início fiz manifestacoes de apoio ao governo, afinal, assim que devemos agir, pois as solucoes dos problemas dependem de todos nós, por isso fiz uma serie de sugestões, na maioria nao acolhidas ou sequer consideradas, tudo preocupado com o povo e minha cidade. Contudo, eminente Prefeito Municipal, já se vão 2 anos, e a administração só tem administrado folha de pagamento e pagando em dia o funcionalismo. Nada contra isso, pelo contrário, isso é uma obrigação inafastavel de quem quer governar, ou seja, ter seus parceiros de gestão respeitados, valorizados e reconhecidos. No entanto, uma gestão vai muito além disso, e preciso governar para todos. Com todo o respeito, o que se tem visto em nossa cidade, não é um novo tempo e uma nova Uruguaiana. Na área da saúde vivemos um caos total, apesar da competente secretária de saúde, mas nosso hospital, único no Município, está agonizando, e todos vamos perder com isso. É preciso, urgente, uma intervenção administrativa e política para evitar o caos total. Um novo tempo e uma nova Uruguaiana, não podem conviver com está realidade, de um velho tempo, e de uma Uruguaiana que só retroage. Por favor, salve a Santa casa e a saúde de Uruguaiana! Igualmente, nunca se viu tantos buracos, falta de iluminação, lixões, cidade suja, e outros tantos problemas básicos de uma cidade. Se um gestor não é capaz de solucionar estes problemas básicos e elementares, que dizem respeito com a qualidade e dignidade de vida de seu povo, tem que admitir sua incapacidade de gestão e, humildemente, deixar a gestão para outros. Não se está a exigir grandes obras, apenas o feijão com arroz, o mínimo necessário de uma gestão. Apelo, enfim, para que chegue o novo tempo, uma nova Uruguaiana, pois senão continuaremos a conviver com um velho tempo, que ainda não morreu, e um novo, que ainda não nasceu!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here